sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Em meio a propagandas engraçadas e divertidas, mensagens que são uma literal volta ao tempo.

O assunto gera controversas e opiniões conflitantes. O pedido de suspensão da campanha da Hope, solicitado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres, possui como base décadas e décadas (séculos e por aí vai) de luta para que a mulher não fosse mais vista apenas, e somente, como um corpo – sem opinião e atitude. Ok, não conquistamos a igualdade de direitos e afins (ao menos não na vida real) e, pelo jeito, estamos longe disso. São pequenos detalhes na cultura, na publicidade (que reflete questões culturais) e na vida que nos mostram o quanto, e como, o mundo ainda é machista. Mais do que isso, o quanto nós, mulheres, podemos ser machistas.
A sequência de propagandas da Hope, que leva o nome de “Hope Ensina”, é divertidade e faz rir. Além disso, Gisele está maravilhosa. Ok. No entanto não são todos os que encaram a história com bom humor; muitos, aliás, vêem no uso do charme e da sedução um risco ou um possível retrocesso para um gênero que luta por condições iguais. Devo concordar. Aliás, toda mulher que lê as entrelinhas já passou por momentos de desrespeito, tendo como motivação algum tipo de ofensa (ainda que indireta) caracterizada pelo jogo da sensualidade e feminilidade – essa usada naturalmente, sem pensar. Ainda assim, ainda que ingênua, gera desconforto. Claro!

  Sim, o governo e as autoridades tem sim outras muitas coisas para se preocupar, outras carências e detalhes da própria luta das mulheres. Porém, é difícil lutar e trabalhar com algo que está enraizado, por muitas vezes, na essencia feminina que aceita ser limitada à certos estereótipos e, claro, a certos papeis. Acham um absurdo a reclamação quanto ao conteúdo da propaganda enquanto fazem coro ao discurso masculino que acha divertidíssimo ditar regras tendo como base motivações financeiras ou de gênero. Veja que a Hope, quando diz que escolheu Gisele como modelo para tal propaganda, está apenas indicando uma perfeita desculpa para algo que foi decidido por outras razões. A top é a mais famosa do mundo (já há algum tempo) e é a estrela da marca há algumas coleções. Não me faça de boba. Gisele enquanto personagem representa nós consumidoras, e não a top que ganha mais que o marido. A publicidade lança mão de trocadilhos para passar sua mensagem e usa, e abusa, de detalhes culturais para deixar o seu recado. Por isso, aceitamos tão bem… porque não estranhamos algo que é cotidiano. Gastar demais no cartão de crédito, bater o carro, receber visitas não muito bem vindas, tudo isso acontece na vida de um casal, mas são coisas tranquilamente superadas em relacionamentos bem estruturados. Brigas fazem parte, por que não?

Hope Ensina?
A ideia da agência de publicidade pode até ter sido engraçada no brainstorming, e foi sim uma boa sacada. Porém, poderia ser melhor. Charme é charme e existe com ou sem roupa, de calça jeans ou blazer. Charme não é nudez, nem lingerie. Limitar a mulher a um corpo… não sei bem. Por algum acaso um homem precisa de charme para contar que vai jogar bola com os amigos? Ou o namorado tira a roupa quando chega para pedir desculpa por ter deixado a mulher esperando enquanto bebia com os amigos?! Melhor. Você, mulher, tira a roupa para contar alguma notícia ruim?! Por favor. Sabemos muito bem como seria a reação do homem padrão perto de uma atitude como essa.

Não, não acho que a propaganda devia ser proibida – até mesmo porque é um sopro em um mar de publicidade que coloca a mulher como objeto (eu percebo assim, e nada muda minha opinião). Só acho que o tal comercial deveria servir como referência para um olhar mais cuidadoso quanto a tudo que nos rodeia. Nada contra lançar mão do charme, da sedução, em casos específicos ligados apenas e somente à vida pessoa; mas, para mentes que assimilam a mensagem geral, e não a mensagem direta de que é possível trabalhar a feminilidade de diversas formas, isso gera efeitos no mínimo tristes. Veja que usar o corpo como arma não é uma conquista, é voltar no tempo. Ou então calem-se aquelas que criticam meninas que usam roupas curtas, mulheres que seduzem com decotes ou mesmo aquelas que seguram seus homens com artifícios não propagados nas aulas de ensino religioso. Se for marido, namorado, noivo ou amante, ele vai lhe compreender com roupa – porque gosta de você como um todo e não apenas e somente e exclusivamente pelo seu corpo. Quem tem, ou já teve, algum grande amor sabe que tudo se acerta no olha no meu olho.
Esse papel de mulher charmosa e sedutora, essa arma meramente física, faz com que estejamos (nós mulheres) sempre um, ou vários, passos atrás dos homens. Não adianta tentar jogar o argumento de que eles é que estão sendo usados e blá blá blá… eles saem ganhando, porque a razão é o que rege o universo! Ao usar do corpo, da beleza, da sedução, como forma de buscar aprovação estamos quase que dizendo que não somos capazes de conversar, dialogar, ou mesmo de encontrar soluções. Não, essa não é uma visão limitada. Essa visão é cruel, mas real. Não é preciso ser feminista, exagerada, cobrir o corpo (muito pelo contrário). É preciso entender que essa história do comercial reflete algo muito maior e é complicada por seu efeito cascata. Sinceramente? Só retrata o quanto ainda somos (nós mulheres) vistas como um corpo.
Querem uma ideia melhor? A mulher deveria vestir uma bela lingerie para si mesma, porque faz bem para a auto-estima, porque é questão de amor próprio. Essa mulher confiante atrai homens com algo que vem de dentro para fora, que trabalha com a imaginação e que não precisa de muito para seduzir. No caso de Gisele, ela já está impecável nos frames em que está vestida.

Não sei se sou muito dramática ou se deveria me divertir com isso…
Eu não ía postar porque sei que 95% das pessoas são contra o que estou dizendo e acham que é um exagero da minha parte pensar assim… só que não sei pensar diferente e nem quero. Acredito em um mundo ilusório em que as mulheres são realmente incríveis, assim como os homens são. Acredito também na moda como ferramenta e não no corpo como arma – essa função, deixamos, também, para as roupas

Por: Colunista Amanda Medeiros

0 comentários:

Bijuterias VBS

Bijuterias VBS
Promoçoes de Bijuterias

QUER FALAR COMIGO?


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


Decotes Ousados

Decotes Ousados
Decotes

Anunciantes

Fotos

Camisetas Personalizadas

Camisetas Personalizadas
Copa 2014

Galerie Decorações

Galerie Decorações
Decorações

Novidades em Chapéus

Novidades em Chapéus
Chapéus.

Bolos Criativos

Bolos Criativos
Casamento, Bolos, Noivas, Fotos, Filmagem,

Moda de Rua

Moda de Rua
Tendências, Novidades das Ruas

Casamentos

Casamentos
Casamentos, Maquiagens, Decorações, 15 Anos, Ternos,Noivas, Fotos, Filmagens, Buffet

Penteados para Noivas

Penteados para Noivas
Noivas, Penteados, Maquiagem

Noivas de Vestidos Rosa

Noivas de Vestidos Rosa
Vestidos, Noivas, Casamentos Penteados

Noivas Vestidos Preto

Noivas Vestidos Preto
Casamentos

Buscapé

SIGA NOS NO INSTAGRAM

Instagram

Seja um Jovem Investidor

Meu blog é Verde

CURTA NOSSA REVISTA VBS

CURTA  NOSSA REVISTA VBS
Curta nossa pagina de Promoções

Moda Sapato.Net

Moda Sapato.Net
Sapto.Net

Look Perfeito

Acessos

Anne Moraes

Anne Moraes
Com qualidade em nossos produtos, estilo moderno proporcionando conforto e beleza para nossos clientes.

Bella da Semana

Bella da Semana
Mulheres Lindas - Ensaio Sensual Fotografico

CURTIR NOSSA PAGINA

SEGUIDORES

Calçados Passarela

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Meu Bolso em Dia

Meu Bolso em Dia
Calcular seus Gastos

Verificador

TRADUZIR

Ocorreu um erro neste gadget

INDIQUE NOSSO SITE

Indique o Site!

Visitantes do BLOG

MEU TWITTER

MEU TWITTER
Visitem meu twitter.com/valdemarsantos, estou aguardando vcs por la.

RECENTES VISITANTES

PESSOAS ON LINE

Sobre

Minha foto
REVISTA VBS
Sou de Londrina Pr,fotografo Profissional,meus trabalhos www.olhares.com/valdemar e www.revistavbs.com
Visualizar meu perfil completo

Marcadores

Central dos blogs

Central Blogs